PBJ – Basquete em Manila

Saltamos do Jeepney customizado – equipado com uma cesta de basquete portátil e partimos para um terreno baldio.

Somos recebidos com um “bate aqui” das crianças e com calorosos apertos de mão dos adultos. Nós caminhamos entre dois ou três becos de lojas na favela – alguns com a largura quase dos nossos ombros. O ar é fresco e perfumado com o cheiro de roupas impecavelmente lavadas pingando no varal.

Estamos fora de casa com Mark e Ruth McDowell, visitando uma das muitas áreas que eles visitam a cada semana, às vezes até seis por dia. Com eles estão seis colegas filipinos que, juntos, formam o time Philippines Basketball for Jesus (PBJ). Bolas de basquete e cestas na mão, eles se espremem na casa de um crente local para orar.

Mais ziguezagues pelos becos, por uma ponte e a luz do entardecer está fluindo para uma quadra de basquete. As crianças estão de volta da escola e a área está movimentada.

Eles reúnem as crianças para uma oração no estilo de uma equipe esportiva e, em seguida, direto para um aquecimento já bem treinado. Logo seguem para uma competição de enterrada. Músicas gospel mais animadas começam em uma caixa de som portátil e as equipes fazem uma pausa para cantar. Há uma breve palavra de Jayson – um jovem filipino da equipe local, um versículo para memorizar e o rap gospel do PBJ. Enquanto isso, Mark e Ruth conversam com alguns dos adultos e adolescentes.

Em seguida, os jogos começam, onde algumas das crianças mais velhas mostram algumas habilidades impressionantes no manuseio da bola e arremessos legais. O jogo começa a contagem regressiva e o som de um apito coincide com o satisfatório som da bola na rede – acompanhado por muitos aplausos e pulos.

A equipe PBJ se despede lentamente seguindo para a próxima quadra em uma área vizinha e para o próximo clube bíblico. É rápido, enérgico e envolvente.

Às vezes é “BBB” – Bebida, Basquete e conversas sobre a Bíblia com homens que ficam bebendo e apostando nos jogos dos adultos.

Às vezes eles se encontram e brincam com adolescentes, às vezes são crianças mais novas, explicando o significado do evangelho por trás das cores  do basquete: verde (criação/vida), preto (pecado), vermelho (sacrifício), branco (perdão), dourado (céu).

Mark ora para que, assim como os jovens passam a bola no jogo, eles possam transmitir as boas novas a outros, que por sua vez passarão as boas novas a outros mais.

É assim que Deus tem usado Mark e Ruth. Como ele vai usar você?

Compartilhe este posto

Envolva-se

Tem perguntas? Envie-nos um e-mail.

Sua consulta será encaminhada para a equipe OMF pertinente.

Contact Form - PT

Ai clicar em Enviar, você concorda com o processamento das suas informações de acordo com os termos em nosso Política de Privacidade.

OMF International possui uma rede de centros em todo o mundo.
Se o seu país/região não estiver listado, selecione nosso site internacional.