Reflexões de um funeral tailandês

Tudo começou com o costume habitual de David de enviar uma saudação de aniversário para todos que aparecem em sua conta do Facebook. Rung foi nosso primeiro vizinho na Tailândia e mantivemos contato ao longo dos anos com visitas regulares e mensagens. Ele e sua família nos receberam e cuidaram de nós em nosso primeiro local após a escola de idiomas. Naquela época, nos sentíamos muito inadequados ao tentar conversar e compartilhar a vida com essa família, e ainda assim eles gentilmente perseveraram conosco, nos convidaram, participaram de nossos eventos, compartilharam receitas, assistiram futebol e se tornaram nossos primeiros verdadeiros amigos tailandeses.

Então, era o 66º aniversário de Rung. David enviou sua saudação habitual e recebeu rapidamente uma resposta com uma mensagem pessoal. A filha de Rung compartilhou que seu pai havia falecido no dia anterior. Os funerais tailandeses acontecem ao longo de vários dias, com muita cerimônia e significado religioso. Rapidamente olhamos para nosso calendário e descobrimos que poderíamos comparecer a uma das noites de mérito.

É cerca de uma jornada de 2 horas de volta para Wiset e fizemos nosso caminho até o templo onde o funeral estava sendo realizado. Chegamos cedo e conversamos com os 2 filhos adultos de Rung. Essas eram as crianças que frequentavam nossos clubes de inglês e iam às festas de aniversário de nossa filha. Eu rapidamente peguei um punhado de fotos antigas para compartilhar dos nossos primeiros dias em Wiset. A família passou pelas fotos com muita alegria nas lembranças, especialmente ao ver fotos do pai deles.

Uma das crianças mais novas em minhas fotos era a prima Petada. Não muito antes do início do funeral, uma jovem adorável apareceu e se apresentou. “Eu sou Petada! Você reconhece meu marido?” Olhamos para o homem um tanto perplexos… Desculpe, não temos certeza de quem você é! Nos sentamos e a história se desenrolou. Nas minhas fotos estava Petada, com 3 anos, correndo pela nossa primeira casa em Wiset, brincando com nossa filha e seus primos. Oat, seu marido, tirou seu celular e mostrou uma foto muito antiga dos meus 2 filhos sentados sob um guarda-sol no nosso gramado da frente em nossa segunda casa em Wiset, com um pequeno menino tailandês. Enquanto conversávamos sobre isso, e enquanto Petada e Oat conversavam sobre isso juntos, percebemos que ambas essas crianças em momentos e bairros diferentes tinham vindo brincar em nossa casa e passado tempo com nossos filhos. Ambos tinham boas lembranças dos missionários que moravam ao lado, participaram de nossas atividades de Natal e clubes de férias e passaram tempo brincando com Legos e Barbies. Eles não se conheceram até frequentarem a faculdade de professores muitos anos depois, e agora Petada ensina inglês e Oat ensina física na mesma escola secundária.

O salão encheu e os monges chegaram. A próxima hora foi passada ouvindo os monges cantarem em idioma Pali, escondendo seus rostos atrás de grandes leques redondos que diziam coisas como “nascimento, dor, envelhecimento e morte”, “não há ressurreição”, “não há despertar da morte”, “uma vez que você se foi, não pode voltar”.

Os monges saíram do salão e os enlutados se levantaram, levando um pequeno saco de lanches e uma bebida para levar na jornada para casa. Tiramos fotos com a família e nos unimos em tristeza, mas levei comigo uma faísca de esperança de que o amor de Jesus experimentado nas vidas de crianças pequenas cresceria e frutificaria na vida desses jovens adultos. Cada um deles conheceu um missionário que tentava timidamente compartilhar Jesus… agora, pelo Espírito Santo, que eles possam encontrar Jesus por si mesmos. Por favor, ore por frutos dos ensinamentos semeados por muitos na ministração infantil aqui na Tailândia.

Escrito por Tina Cannon
Tina é uma missionária da OMF servindo em Bangkok, Tailândia.

Tina é uma missionária da OMF servindo em Bangkok, Tailândia

Compartilhe este post

Envolva-se

Tem perguntas? Envie-nos um e-mail.

Sua consulta será encaminhada para a equipe OMF pertinente.

Contact Form - PT

Ai clicar em Enviar, você concorda com o processamento das suas informações de acordo com os termos em nosso Política de Privacidade.

OMF International possui uma rede de centros em todo o mundo.
Se o seu país/região não estiver listado, selecione nosso site internacional.