O trabalho missionário é como cultivar

“O trabalho missionário é muito parecido com cultivar.”

Como jovem voluntária inexperiente em uma viagem de curta duração, perguntei a um missionário experiente: “Como é sua vida cotidiana?”

Eu estava sentindo um chamado para Missões, mas não tinha certeza sobre como Deus estava me conduzindo.

Alguns anos se passaram e agora sou uma jovem missionária inexperiente, entendendo sozinha exatamente o sentido dessa analogia.

Missões e agricultura são sazonais

“Não é um trabalho das 9 às 5”, disse o missionário, “É um trabalho sazonal. Há momentos em que você está incrivelmente ocupado, como um fazendeiro durante o plantio e a colheita. E há momentos mais lentos, quando não acontece muita coisa e você não deve se sentir culpado em descansar. Você se prepara para a próxima temporada.”

Cresci em uma fazenda e lembro-me de muitos dias úteis que começavam ao amanhecer e terminavam depois do anoitecer. Lembro-me dos dias de inverno em que passávamos enrolados em um cobertor, lendo livros ou folheando catálogos de sementes para planejar o ano.

Agora, no trabalho missionário no Japão, passo dezembro ocupada com aulas de confecção de guirlandas e culinária; passo longos dias glaceando cupcakes vermelhos e verdes ou ensaiando as apresentações sobre o nascimento de Cristo com as crianças. Preparo um monte de comida para as pessoas que vêm ouvir sobre o nascimento de Jesus Cristo.

Então paro para respirar quando janeiro chega e as coisas ficam mais calmas. Eu durmo, atualizo os pedidos de oração e leio livros. Eu sei que a Páscoa chegará e os dias voltarão a ficar longos – embora os cupcakes sejam rosa, desta vez, e a mensagem seja a de que Jesus Cristo ressuscitou.

Trabalho incontrolável

O apóstolo Paulo também usou uma analogia agrícola. “Eu plantei, Apolo regou, mas Deus é quem fazia crescer; de modo que nem o que planta nem o que rega são alguma coisa, mas unicamente Deus, que efetua o crescimento.” (1 Cor. 3: 6-7).

Agricultores e missionários entendem o pouco que controlam. Um fazendeiro não pode fazer uma semente brotar, também não posso forçar um amigo a entregar sua a vida a Cristo. O solo pode ser preparado, as sementes bem colocadas e regadas e, se Deus quiser, essas sementes irão brotar e alcançar ao Filho.

Quando estou desanimada, lembro-me do encorajamento de Cristo através de uma figura semelhante. “Abram os olhos e vejam os campos! Eles estão maduros para a colheita.” (João 4:35 NVI).

Missões é um trabalho difícil, exige esforço, comprometimento e persistência. Mas Deus dá o crescimento e nos convida a participar de sua rica colheita.

Poucos trabalhadores, um mundo grande

Os agricultores têm um trabalho importante – todo mundo come, mas apenas alguns cultivam a comida. Jesus viu um mundo faminto, não por comida física, mas por Ele mesmo. E Ele nos chamou para fazer parte deste trabalho: “Então disse aos seus discípulos: ‘A seara é grande, mas os trabalhadores são poucos. Peçam, pois, ao Senhor da seara que envie trabalhadores para a sua seara.’” (Mateus 9: 37-38 NVI)

Deus usou uma conversa simples para me ajudar a entender melhor a vida missionária. Isso me levou a responder ao chamado de Jesus. Talvez as palavras desse missionário – e as de Jesus – também os inspirem. Vamos orar juntos, plantar e colher juntos – os campos estão maduros e a colheita nos aguarda!

Por Morgan, missionária da OMF 

Você vai orar pelo Japão?

  • Ore para que os missionários se lembrem da natureza sazonal de nosso trabalho e não se preocupem com as mudanças no fluxo de trabalho.
  • Ore para que os campos estejam realmente maduros para a colheita no Japão e que Deus traga muitos obreiros.
  • Ore sobre como você pode cooperar para o povo japonês se aproximar do Evangelho.

Compartilhe este post

Envolva-se

Tem perguntas? Envie-nos um e-mail.

Sua consulta será encaminhada para a equipe OMF pertinente.

Contact Form - PT

Ai clicar em Enviar, você concorda com o processamento das suas informações de acordo com os termos em nosso Política de Privacidade.

OMF International possui uma rede de centros em todo o mundo.
Se o seu país/região não estiver listado, selecione nosso site internacional.