Faculdade Teológica e viagens missionárias de curta duração

“Sawatdee kaa”

Essa é a forma como os tailandeses se cumprimentam e uma das únicas palavras que consegui pronunciar corretamente em tailandês 😉

Meu nome é Mirthe Kuiper, tenho vinte e dois anos, nasci e fui criada na Holanda. Há três anos me mudei para a Bélgica para estudar Teologia na Faculdade Teológica Evangélica (ETF, por sua sigla em inglês) em Leuven. Este ano comecei o programa de mestrado em Religião e Educação na mesma faculdade e no ano passado terminei meu bacharelado.

No último ano do bacharelado, todos nós tivemos a oportunidade de fazer um estágio e, para mim, já estava claro antes mesmo de deixar de ir para outra universidade que eu queria fazer um estágio no exterior. Desde criança, eu lia e assistia a histórias de missionários e queria ser igual a eles, então, no ano passado, finalmente tive a oportunidade de participar de uma missão transcultural na Tailândia. Eu escolhi combinar [isso] com uma missão na Serve Asia através da OMF, porquê dessa forma você não é apenas enviado ao exterior para uma curta, mas incrível experiência, mas também recebe um real preparo e orientação da OMF antes do envio e no retorno.

Em uma de minhas primeiras conversas com Kevin Buch da OMF Bélgica, oramos juntos e conversamos sobre oportunidades e países para os quais eu poderia ir. Não tive uma visão ou um sonho incrível em que Deus deixasse claro para onde ir. Mas depois de orar e pensar sobre isso, escolhi ir para a Tailândia por ter uma igreja pequena, mas crescente, e por poder evangelizar abertamente lá. No primeiro mês do meu estágio, fiquei com Dave e Lila em ThaSala, no sul da Tailândia, e os ajudei com o trabalho dos alunos e com a divulgação do evangelho em uma universidade. Dave e Lila também foram meus mentores de estágio. Eles realmente me ajudaram e me encorajaram durante minha estadia na Tailândia.

Na segunda semana, fiquei em Nakhon si Thammarat. Lá pude ver as diferentes igrejas e me encontrar com muitos missionários no sul. Eles me contaram sobre suas vidas como missionários, sobre como plantaram igrejas e evangelizaram. As diferentes maneiras como plantaram igrejas e treinaram líderes locais realmente me interessaram, e é uma área sobre a qual quero pesquisar mais durante meu mestrado.

Ir para a Tailândia também deixou claro para mim por que comecei a estudar teologia: para servir a Deus e ajudar a construir sua igreja onde quer que me envie. Meu tempo lá não só me motivou nos estudos, mas me ensinou muitas coisas sobre a Tailândia e sobre como trabalhar em uma equipe multicultural. Acima de tudo, aprendi muito sobre Deus, sua fidelidade ao seu povo e sobre a oração. Uma citação de Oswald Chambers me tocou durante meu estágio e depois, quando eu me perguntava se estava fazendo o suficiente ou se algum dia seríamos capazes de fazer o suficiente por Deus e por este mundo: ‘A oração não nos ajusta à maior obra, a oração é a maior obra’. Esta é uma ótima notícia para todos, porque todos nós podemos fazer a maior obra que existe, onde quer que formos e estejamos! Hoje eu quero pedir especificamente a você que ore pela igreja tailandesa e pelos missionários lá!

Mirthe Kuiper

Compartilhe este post

Envolva-se

Tem perguntas? Envie-nos um e-mail.

Sua consulta será encaminhada para a equipe OMF pertinente.

Contact Form - PT

Ai clicar em Enviar, você concorda com o processamento das suas informações de acordo com os termos em nosso Política de Privacidade.

OMF International possui uma rede de centros em todo o mundo.
Se o seu país/região não estiver listado, selecione nosso site internacional.