Lavar louça em uma missão internacional pode ser um desafio

Quando parti para o Japão como missionária muitos anos atrás, nunca pensei que lavar louça poderia ser um problema. Em meu país de origem eu tinha uma lava-louças, mas no Japão era tudo na mão.

Mergulhei de cabeça pronta para a tarefa à frente. Mas logo descobri que no Japão havia uma maneira específica de lavar a louça. Aqui se usa muito detergente e ensaboa cada prato com a esponja cheia de espuma na pia grande e profunda. Depois, enxágua todos os pratos com a água da torneira e os coloca no escorredor ao lado.

Isso me exigiu um pouco de adaptação e até tive que ouvir uma bronca gentil de minha amiga japonesa quando não fiz tudo exatamente certo. Mas tudo bem, eu estava preparada para isso. Sabia que isso fazia parte de me aclimatar a um novo país e abraçar diferentes maneiras de fazer algumas coisas.

O que eu não estava preparada era para a questão de lavar louça com meus colegas missionários internacionais que tinham visões muito diferentes sobre a melhor forma de fazer isso. Vindo de uma área dos EUA com seca, muitas vezes eu me encolhia, junto com meus amigos australianos, ao ver o desperdício de água. Cheguei a ver alguém abrir a torneira para esquentar a água e sair para conversar enquanto esperava.

Outro amigo britânico me disse que eles nem se preocupam em enxaguar os pratos em casa… “Como assim?” eu pensei, imaginando que o detergente no Reino Unido deve produzir bem menos espuma do que o tipo espumoso que meus amigos japoneses usavam.

De alguma forma, eu estava pronta para me adaptar aos japoneses ao meu redor, mas não preparada para os ajustes de trabalhar em um grupo missionário internacional. Mas então percebi que, assim como com os japoneses, eu precisava da mesma humildade e mente aberta, do mesmo espírito gracioso em relação aos meus colegas missionários.

Agora, depois de muitas pias cheias de louça, amo estar em uma missão internacional. Sou abençoada com amigos de todos os cantos do mundo que fazem meu mundo maior e meu coraçã mais cheio — mesmo que lavar louça juntos tenha exigido um pouco de adaptação.

Por Susan, uma missionária da OMF

Compartilhe este post

Envolva-se

Tem perguntas? Envie-nos um e-mail.

Sua consulta será encaminhada para a equipe OMF pertinente.

Contact Form - PT

Ai clicar em Enviar, você concorda com o processamento das suas informações de acordo com os termos em nosso Política de Privacidade.

OMF International possui uma rede de centros em todo o mundo.
Se o seu país/região não estiver listado, selecione nosso site internacional.