Deus usa missionários na nossa fraqueza

Recentemente perdemos um membro, de longa data, da nossa comunidade. Ele era um homem de fé. Conhecido por sua alegria ao cantar os hinos e recitar as escrituras. Ele também era um sem-teto. Por muitos anos não teve família nem mesmo um lar na sociedade. Ainda assim, nós, que estamos dentro ou conectados com a comunidade de sem-teto em Tóquio, lamentamos por ele e agradecemos ao Senhor por sua vida.

Frequentemente parece que não estamos na mesma página que Deus. Valorizamos os ricos, os poderosos e os fortes. Achamos que se pudermos ser como eles, podemos fazer muito pelo Senhor.

Conheci muitos missionários – homens e mulheres de grande fé – que pareciam ser capazes de agir sem parar no poder de Deus. Eles podem falar sobre suas muitas realizações e tantas coisas que Deus está fazendo. À luz desse tipo de missionário, me sinto um fracasso.

Quando terminei meu primeiro semestre de serviço, estava doente. Os médicos fizeram muitos testes e ainda não diagnosticaram nada. Eu esperava que um retorno ao meu país de origem e um sistema médico, sem a barreira do idioma, resolvessem o problema rapidamente. Isso não aconteceu. É uma longa história que me manteve longe do Japão por vários anos.

Mas, Deus seja louvado, estou de volta ao Japão agora. Não voltei totalmente curado e pronto para ser uma grande potência; voltei com uma doença crônica. Embora eu não desejasse estar em outro lugar, há dias em que pergunto a Deus por que ele me trouxe de volta. Será que um missionário mais forte e mais saudável não seria capaz de fazer mais do que eu?

Eu trabalho com os pobres e marginalizados – pessoas que estão lutando para entender a vida quando ela é difícil e parece haver poucas chances de ser saudável e bem-sucedido. Eu não venho para eles como alguém que é forte e tem de tudo. Eu também estou tentando entender a vida. No entanto, posso ir até eles  e dizer que podemos encontrar o Deus do universo em nossa fraqueza e sofrimento, e em nossa luta diária para se descobrir como viver. Sinto-me tocado ao pensar que Deus pode usar a fraqueza e a dor tanto, ou mais, do que a força.

Eu sei que neste mundo as pessoas continuarão a lutar. A dor não cessará tão cedo, nem as tensões da vida diária. O mundo tentará nos fazer encobrir essas “ falhas ” e fingir que somos fortes. No entanto, temos um Deus que não é apenas infinitamente mais forte do que nós, mas anseia por nos encontrar em nossa fraqueza para que nele possamos ser fortes.

Por Rijke, um missionário da OMF

Você vai orar pelo Japão?

  • Ore para que os missionários não se sintam desencorajados enquanto lutam. 
  • Ore para que todos os cristãos mantenham os olhos fixos em Jesus e o reflitam para os que estão ao nosso redor. 
  • Ore para que não tentemos esconder nossos defeitos uns dos outros, mas que possamos apontar o caminho para Deus. 

Compartilhe este post

Envolva-se

Tem perguntas? Envie-nos um e-mail.

Sua consulta será encaminhada para a equipe OMF pertinente.

Contact Form - PT

Ai clicar em Enviar, você concorda com o processamento das suas informações de acordo com os termos em nosso Política de Privacidade.

OMF International possui uma rede de centros em todo o mundo.
Se o seu país/região não estiver listado, selecione nosso site internacional.