Muitos tem me perguntando se é possível fazer Missões nesse momento, já que não podemos sair de nossas casas. É nos momentos de crise que nossas ideias afloram e essa pode ser uma grande oportunidade para sermos criativos.

Como OMF, cremos que há seis formas pelas quais podemos alcançar o mundo de Deus:
aprender, orar, ir, enviar, dar as boas-vindas e mobilizar. Mas hoje quero focar em uma em especial: o enviar. Quando falamos de envio, nos referimos a como podemos ser participantes da missão com nossos recursos (materiais, financeiros, humanos, etc.) mas também através do cuidado pastoral e espiritual  que podemos oferecer aos missionários que enviamos. Não é somente comissionar alguém a ir compartilhar as boas novas em outro lugar, mas também sustentá-lo e apoiá-lo ao longo do tempo.

A pergunta é: como posso apoiar um missionário nestes tempos de pandemia global? Compartilho aqui algumas ideias que você pode colocar em prática:

1. Informe-se sobre a situação do país onde ele se encontra

Se a COVID-19 chegou ao seu país, significa que provavelmente também atingiu o país do missionário que você apoia. Informe-se através de notícias ou sites confiáveis sobre a situação da cidade onde ele se encontra. Essa é uma boa forma de se preocupar com o missionário e
sua família. Quando conhecemos e nos informamos de forma responsável, podemos orar melhor por eles e mobilizar outros a fazê-lo.

2. Mantenha uma comunicação saudável

Mesmo que você leia todas as notícias e fique por dentro da situação, a melhor forma de saber como a pandemia afetou o missionário é perguntando diretamente a ele. Já se passou quanto tempo desde que você enviou uma mensagem a ele pelas redes sociais? Assim como nós estamos preocupados e com medo em relação à saúde, eles também estão. E em momentos como esse, eles precisam saber que são lembrados pelo corpo da igreja local.

Para muitos obreiros que estão em campo, suas atividades foram adiadas ou canceladas e eles tiveram que buscar diferentes formas de realizar suas tarefas diárias. Pergunte-os de que forma você pode orar por eles e encorajá-los com suas palavras.

Ao se comunicar, leve em consideração a diferença de fuso horário e seja paciente para receber uma resposta. Assim como você, eles também estão se ajustando a vida em quarentena.

3. Preocupe-se com a família no país de origem

Pais, avós, tios e tias: todos deixaram alguém da família em seu país. Uma forma prática de demonstração de carinho e apoio é prestando atenção na situação dos parentes do missionário que estão perto de você. Os missionários podem estar preocupados com o modo como suas famílias estão lidando com esta crise, especialmente se houver pessoas do grupo de risco e com doenças crônicas. Entre em contato com eles, ligue ou envie a ajuda da qual precisam pelo correio. Orar por eles e acompanhá-los à distância também é uma maneira de apoiar o missionário.

4. Dê o que você tem

Esta crise na saúde também significou para muitos uma crise econômica. Mas a generosidade não é apenas dar quando me sobra ou tenho muito, mas também dar quando tenho pouco, como a viúva pobre em Lucas 21.1-4.

No começo deste artigo, mencionei que esses tempos de crise nos levam a ser criativos. Peça a Deus que o guie e mostre como você pode doar e apoiar, com o que você tem, o missionário e sua família. Seja nosso dinheiro ou recursos materiais, sempre há algo que podemos dar.

5. Orar, orar e não parar de orar

Embora eu já tenha mencionado a oração em cada ponto anterior, não podemos ignorar que a oração é e será uma das práticas mais necessárias na missão. Ore pelo país onde o missionário está, ore por ele e sua família. Ore para que Deus providencie o que é necessário. Ore por cura e salvação. Ore, ore e não pare de orar.

Start typing and press Enter to search