Muitos de nós estamos com medo nesse momento, e isso é compreensível. No entanto, em sua carta a Timóteo, Paulo o encoraja através das seguintes palavras,

Porquanto, Deus não nos concedeu espírito de covardia, mas de poder, de amor e de equilíbrio.” (2 Timóteo 1:7, KJA).

O medo que está em nós devido à atual pandemia não se aplica somente aos tímidos, como Timóteo, mas a todos nós. O medo é real. O medo pode ser irracional. O medo paralisa.

Enquanto o efeito prejudicial do vírus se tornou global, a graça de Deus sobre nós é universal. Paulo nos encoraja com estas palavras: “Deus nos deu …”. Ninguém está excluído da graça de Deus. Deus nos deu uma tríade de graças: poder, amor e uma mente sã.

Primeiro, o poder não vem de dentro, mas do alto, quando clamamos a Deus, nosso Abba Pai. O Espírito que recebemos não nos torna escravos do medo mas nos leva da adoção à filiação. Clamamos, “Abba, Pai” Romanos (8:14-15). Temos um Pai no Céu que se importa. Não precisamos nos paralisar por medo.

Segundo, o espírito do amor é desesperadamente necessário para combater não apenas o vírus físico, à medida que alcançamos os necessitados, mas também o vírus do ódio e do estigma, que é igualmente virulento e destrutivo. Principalmente neste momento, como povo santo de Deus, somos chamados a servir com compaixão, bondade, humildade, gentileza e paciência (Colossenses 3:12)

Terceiro, nos foi dado o espírito de uma mente sã. Provavelmente todos os nossos planos para os próximos meses serão cancelados, caso ainda não tenham sido. Enquanto continuamos a tomar decisões difíceis, Deus prometeu nos dar um espírito de uma mente sã para fazer escolhas sábias e apropriadas.

Sim, podemos estar com medo por causa do vírus. Mas Deus, por sua graça redentora, permitirá que cada um de nós continue a dar o melhor de si, enquanto servimos com o poder do alto, o amor pelos outros e uma mente sã para tomar decisões sábias.

Patrick Fung
Diretor Geral da OMF

Start typing and press Enter to search