A disseminação global do coronavírus (COVID-19) teve um impacto significativo nos ministérios da OMF no Leste Asiático e em nossos centros pelo mundo todo. No entanto, somos gratos pois, até o momento da redação deste documento, ninguém da OMF foi diagnosticado como positivo para o vírus.
Gostaríamos de informar como a OMF Internacional tem respondido a essa situação.
Tomamos várias medidas práticas para proteger nossos obreiros à medida que o surto se desenvolve:

  • Uma equipe internacional de gerenciamento de crises foi criada para monitorar a situação de acordo com a evolução e coordenar nossa resposta.
  • Nossa equipe médica internacional acompanha de perto o desenvolvimento do surto. Eles fornecem aos obreiros da OMF atualizações e conselhos sobre medidas práticas para reduzir o risco de infecção desde o início de fevereiro.
  • A nível local, as equipes de liderança do país e os médicos consultores têm ajudado os obreiros nos preparativos, planejamento de contingência para o surto e seus possíveis impactos.
  • Os líderes de equipe estão trabalhando em colaboração com os membros de sua equipe para lidar com os efeitos das restrições de viagens e orientações dos governos.

À medida que a situação se desenvolve, também cancelamos ou adiamos:

  • Eventos presenciais e reuniões para os obreiros da OMF.
  • Eventos para parceiros como noites de divulgação, eventos missionários e reuniões de oração presenciais.
  • Estágios da Serve Asia para missões de curto prazo na Ásia, que devem ocorrer nos próximos três meses (até 16 de junho). Uma decisão será tomada nas próximas semanas em relação aos estágios do final ano.

Além disso, seguindo o conselho de seus respectivos governos, vários centros da OMF fecharam seus escritórios e solicitaram que a equipe trabalhasse remotamente em casa, sempre que possível.
Embora alguns governos tenham emitido declarações que incentivam fortemente seus cidadãos a voltar para casa, incentivamos os obreiros que não estão em contextos de alto risco a continuar com seus ministérios, apesar da situação atual. Tais circunstâncias de crise geralmente oferecem oportunidades para testemunhar e ministrar mais do que nos ‘tempos normais’. No entanto, a OMF entende e apoia os obreiros que desejam voltar para casa por razões médicas entre outras.
Não importa onde eles estejam, os obreiros da OMF continuam a procurar maneiras de mostrar, de forma prática, o amor de Deus ao seu próximo, compartilhar as boas novas de Jesus, apoiar as igrejas e os crentes locais nesses tempos difíceis.
Sam Wunderli,
Diretor-Assistente
Em nome da Equipe de Liderança Internacional da OMF

Start typing and press Enter to search